× Home Vidas Impactadas Carreiras Advogados Fale Conosco   search
 

Reserva de honorários pode ser feita em ações que geram precatórios

matheus-alvarenga
22 de setembro de 2021
Reserva de honorários pode ser feita em ações que geram precatórios

A reserva de honorários advocatícios diz respeito à possibilidade de separar o valor que um advogado tem a receber por uma causa, em situações em que o pagamento desta é feito direto ao titular. 

Dessa forma, o profissional jurídico responsável pela ação tem todos os seus valores resguardados, mesmo quando seu cliente optou, por exemplo, em antecipar o dinheiro que poderia receber pela causa.

Quando o assunto são precatórios, a reserva de honorários é uma boa recomendação para simplificar o andamento do processo ou possível venda do título por parte do credor. Isso, porque o advogado pode ou não negociar a sua parte junto com a do cliente.

Contudo, os valores não estarem destacados não impede ou altera em nada esse processo, já que eles são um direito do advogado, independente disso.

Mas você sabe como isso acontece e como é feito o pedido de reserva de honorários?

Confira conosco neste artigo como ela funciona!

O que é a reserva de honorários?

Antes de nos aprofundarmos na reserva de honorários, precisamos entender do que se trata a medida.  Honorário, de acordo com o dicionário, significa “proventos, vencimentos, ou valores pagos a profissionais liberais”. 

Ou seja, prestações de serviços como o de arquitetos, contadores, dentistas e jornalistas também recebem esse nome.

Contudo, o foco do nosso artigo é sobre os honorários advocatícios. Em outras palavras, a parte que cabe aos profissionais jurídicos que acompanham determinado processo junto à Justiça.

Os direitos aos honorários são estabelecidos no Estatuto da Advocacia e da OAB, onde a Lei 8.906 de 1994 determina que os inscritos no órgão têm direitos aos honorários contratuais, de arbitramento judicial e os sucumbenciais.

Os contratuais se referem ao que foi decidido na contratação do trabalho do advogado pelo cliente. Já no caso dos honorários por arbitramento judicial não houve nenhum valor prévio acordado, e o juiz da causa determinará o valor do serviço.

Por fim, nos honorários sucumbenciais, respeita-se o parâmetro de 10% a 20% sobre o valor da causa, de acordo com o artigo 85 do Código Civil.

aperto de maos como pedir reserva de honorarios precatorios precato

Em qualquer um dos casos, a reserva de honorários irá resguardar o advogado em relação ao recebimento de sua parte, sempre que o valor a receber for posterior à contratação do advogado. 

Por exemplo, em casos de processos judiciais contra o Governo Federal, onde o pagamento se dá por precatórios ou RPV, e acontecem em até 2 anos e meio após o julgamento da causa.

Aliás, quem pensa em negociar seu precatório federal já julgado, é bom conhecer sobre a PEC dos precatórios, que está em apreciação na Câmara Federal e pode prorrogar o prazo destes pagamentos.

Como é feito o pedido de reserva de honorários?

A reserva de honorários, quando a causa judicial irá resultar em pagamento por parte do poder público, pode se dar em dois momentos. Primeiro, durante a tramitação do processo, onde o advogado pode incluir um documento que destaque esses valores.

Nesse caso, o destaque significa separar o valor que cabe ao cliente e aquele que será destinado ao advogado da causa.

Outra situação de reserva de honorários pode acontecer quando o cliente decide, por exemplo, vender seu precatório. Caso o advogado opte por negociar sua parte, o montante completo estará no contrato de cessão.

Todavia, há casos em que o advogado prefere aguardar o tempo integral de pagamento. 

Nesses casos, a reserva de honorários é feita, separando a parte destinada ao profissional.

É importante citar que a Precato sempre contata o advogado de quem optou por negociar seu precatório a fim de manter transparência em suas transações.

Além disso, a negociação é feita a partir de uma explicação detalhada de nossos consultores sobre todos os prazos e procedimentos para que a venda seja realizada com base na lei.

O que ocorre com os honorários se o credor vender o precatório?

Em situações em que houve a reserva de honorários antes da venda do precatório, o cliente poderá negociar apenas sua parte. 

Em outras palavras, mesmo com a venda do título, o advogado continua no direito de receber seus honorários, já que trabalhou anteriormente no processo.

calculadora moedas reserva de honorarios se o precatorio for vendido precato

Para casos em que o advogado optou por vender sua parcela junto com o cliente, permanece o registro na Justiça que autoriza o pagamento da empresa que adquiriu o precatório, e o advogado recebe sua parte juntamente com o beneficiário do precatório.

Por último, se o advogado não optar pelo destaque, a empresa que comprou o título deverá repassar o honorário a ele, assim como faria seu cliente.

Além disso, há o acompanhamento em conjunto entre Precato e advogado para que assim que houver a liberação do recurso pelo governo, ambas partes sacarem o que é devido sem prejuízos, ou ainda peticionarem juntos, dando ciência da cessão e concordando com os termos.

Todas essas informações serão documentadas em um contrato de cessão de direitos de crédito.

Como a Precato lida com a reserva de honorários

Conforme explicamos acima, é preciso que haja comprometimento e segurança na compra e venda de precatórios, a fim de que a reserva de honorários advocatícios respeitem a lei. 

Por isso, a Precato investe em uma equipe multidisciplinar de profissionais qualificados, com o objetivo de realizar negociações de precatórios federais com a mais absoluta transparência. 

Por contar com um time especializado, a Precato otimiza o processo de aquisição de títulos e permite a participação do advogado da causa da forma que ele considerar melhor.

Ou seja, a Precato respeita a decisão de todos os agentes envolvidos nos trâmites da negociação, permitindo que o advogado e cliente fiquem seguros quanto ao negócio. 

Além disso, a documentação da venda do precatório é realizada através de escritura pública e o contato com o profissional responsável pela causa é feito desde o início da negociação com o credor.

Então, se você possui um precatório federal já julgado e não quer mais esperar para colocar a mão no seu dinheiro, entre em contato com a Precato! 

E você, advogado de causas que se tornaram títulos, oriente seu cliente a negociar o precatório e não espere mais! Agende uma conversa conosco e saiba mais!

E para se manter informado sobre tudo o que acontece quando o assunto são precatórios, continue acompanhando o Blog da Precato.

Precato

Matheus Alvarenga

Matheus Alvarenga é especialista em direitos creditórios, com foco em Precatórios Federais. Em 2015 ingressou no curso de graduação em Administração de Empresas na FUNCESI (Fundação Comunitária de Ensino Superior de Itabira - MG), no ano de 2019 certificou-se pela StartSe no Executive Program, Economia e Gestão Empresarial. Atua desde 2012 no mercado financeiro, e atualmente é sócio e Gerente Comercial na Precato, empresa líder no mercado de antecipação de Precatórios Federais do Brasil, com mais de 800 milhões de reais intermediados em suas operações.

COMENTE

ARTIGOS RELACIONADOS

Precatórios com pagamento em 2022: lista já foi divulgada

A lista dos precatórios com pagamento previsto em 2022 teve sua divulgação feita pelo Ministério da Economia neste mês...

Continue Lendo >

Ofício requisitório: saiba como ele gera precatórios e RPVs

O ofício requisitório é um documento gerado após todo um processo que transitou e teve julgamento procedente. Ele é...

Continue Lendo >

Precatório federal 2021: veja lista e previsão de pagamentos

A lista com credores de precatório federal 2021 já foi divulgada pela CMO, citando os que estão previstos para...

Continue Lendo >